Festa com ‘selo’ da Região na discoteca Main, na Avenida 24 de Julho, no dia 15

A par da tradicional Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL), que decorre na capital entre os dias 12 e 16, será promovida uma festa na discoteca MAIN no próximo dia 15, uma iniciativa promovida pelo I Love Madeira, Casa da Madeira e ainda com o apoio do Turismo da Madeira.

Tida como um dos ‘templos’ da animação nocturna, a MAIN está localizada na Avenida 24 de Julho, precisamente no local onde em tempos funcionava a clássica Kapital, umas das mais icónicas antigas discotecas de Lisboa. A fachada mantém-se igual, mas quem entra ficará surpreendido, tal é a mudança de visual. O espaço está  divido em três áreas diferentes para poder abranger um maior número de clientes possíveis. A comida japonesa, música ao vivo, DJs mediáticos e toda uma parafernália audiovisual fazem do Main a ‘capital’ da noite lisboeta.

“A ideia desta festa tem como objectivo alcançar dois segmentos muito distintos”, começa por explicar Valter Gouveia, vogal da Casa da Madeira de Lisboa. “Em primeiro lugar, juntar o máximo de madeirenses a residirem em Lisboa e arredores, fazendo assim uma grande noite madeirense. Por outro lado, uma vez que tencionamos ter muitos madeirenses na festa, aproveitar as sinergias de todos os presentes e apresentar e divulgar o destino Madeira a quem não conhece”, adianta.

“Assim, estamos a dar resposta às imensas solicitações para organizarmos um evento em Lisboa. Achamos por bem, organizarmos nesta data para unirmos esforços destes três grandes grupos e trabalharmos numa causa única que é a promoção da Madeira”, sustenta.

“Aproveitaremos esta noite para presentear os presentes com alguns brindes alusivos à Madeira, como também viagens para conhecerem eles próprios e com os próprios olhos a nossa ilha”, revela.

Na festa da Madeira não poderia deixar de haver a famosa poncha, que estará a cargo do conhecido bar Number 2. A animação musical estará a cargo dos madeirenses Sílvio Freitas (DJ Sil) e Robbie Scott (antigamente um dos elementos que integrava os Xpressive Unit) e ainda DJs residentes da discoteca.

Sil é conhecido do público madeirense em geral e é um dos nomes incontornáveis dos últimos 10 anos no DJing regional, actuando em algumas das maiores festas promovidas na Madeira e Porto Santo. Através da sua vasta cultura musical, Sílvio convida o público a embarcar numa viagem, leia-se festa, onde o repertório variado passa pelo pop que passa nas rádios, atravessando os anos 70, 80 e 90, finalizando no melhor que se ouve no house nacional, internacional, ‘mash ups’ e temas em primeira mão. A animação não tem limite de horas e a sua sensibilidade artística em relação ao público que tem à frente leva-o a adaptar-se a qualquer geração e a qualquer ‘party people’.

Já partilhou a cabina de som com nomes sonantes do panorama nacional e mundial,  casos de Laidback Luke, Trentemoller, New Order, Dirty South, Overule, Groove Addiction, Jiggy, Se:Sa, entre outros.

Já Robbie Scott, que em 2008 iniciou o curso de DJ com Alex G na escola Emli, criou mais tarde um projecto com mais dois amigos ao qual se chamaria Xpressiv Unit. A partir daí começou a passar música em várias festas privadas, bailes de finalistas, ‘réveillons’ e clubes da Madeira, tendo há actuado nas Vespas. Em 2012, juntamente com os Xpressiv Unit, actuou em Calpe, no âmbito de viagem de finalistas.  Actualmente já não faz parte do grupo Xpressiv Unit, reside em Lisboa e tem actuado em algumas ‘casas’ de Lisboa. Os artistas com quem já partilhou a cabina de som são imensos, como Romano Faria (Oxy), Ricardo Gouveia & Michael Teixeira (The Foreign Brothers), Mastiksoul, Michael C, Steel Head, Souza, Tiago Bandeiras, Vibes Connection, Nélio Fabricio, e muitos mais.

Turismo e cultura

Conforme já foi notícia, a Madeira apresenta-se na Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL) entre os dias 12 e 16, com um stand renovado de 504 m2 tendo como mote o tema ‘Natureza’. Nesta estrutura consta um balcão destinado à Madeira, um ao Porto Santo e outro aos Serviços do Parque Natural da Madeira. O Turismo da Madeira desenvolverá nesta edição uma série de actividades com base na sua oferta – entre as quais a possibilidade de fazer escalada –, de forma a dinamizar o stand, atrair a atenção do público e divulgar os produtos turísticos pelos quais o destino se tornou célebre.

 Paralelamente, a associação do Turismo da Madeira a esta festa na MAIN possibilita chegar a um tipo de público que não tem por hábito ir a feiras de turismo, mas que pode ser ‘sensibilizado’ a conhecer e também a divulgar o destino e a BTL junto dos amigos e conhecidos.

Fonte: DNoticias.pt